Movimento Terras

Em tempos de Rio+20 não podemos de pensar na arquitetura sustentável.

Temos várias ações que promovem o desenvolvimento da arquitetura ecológica no Brasil e no mundo.

Mas enfim, o que é arquitetura ecológica ou arquitetura sustentável? Segundo a Wikipédia, é considerada arquitetura sustentável toda forma de arquitetura que leva em consideração formas de prevenir o impacto ambiental que uma construção pode gerar. Ou seja, pensar nas formas que já podemos usufruir do meio ambiente para o nosso próprio bem estar e sem agredi-lo.

Podemos encontrar em vários artigos publicados em blogs, revistas, livros e outros meios sobre a sustentabilidade aplicada. Assim, diferente do que pensávamos a dez anos atrás como um diferencial na arquitetura, queremos hoje soluções sustentáveis para a nossa residência e no meio em que vivemos.

Grandes projetos como hotéis, vilas residencias, agências bancárias, indústrias procuram inserir em seus projetos a arquitetura sustentável através de selos que os certifiquem.  Existem muitos selos no mercado atualmente e claro, adicionam custos (as vezes exagerados) ao empreendimento.

Mas irei mostrar aqui alguns projetos que procuram atender de alguma forma a este conceito,  e tentar, de alguma forma, mostrar que podemos fazer em nossas casas, as vezes até em nossos apartamentos pequenas mudanças rumo a uma arquitetura sustentável.

No post anterior, mostrei um projeto que estava concorrendo a um prêmio.

Hoje vou mostrar condomínio Movimento Terras, localizado em Petrópolis, foi a primeira construção da América Latina a receber o selo BREEAM (Building Research Establishment Environmental Assessment Method). Este selo, criado na Inglatrerra em 1992, é a certificação para construções sustentáveis mais antiga do mundo e está presente em mais de 110 mil empreendimentos em todo o mundo. E ganhou o prêmio Greenbest 2012.

Uma das casas deste condomínio foi projetada pelo escritório Bernardes + Jacobsen Arquitetura, onde eu trabalhava.

Ficha técnica:

Estrada União Indústria, 26000 lote 8 Gleba B Posse Petrópolis: Petrópolis: Rio de Janeiro/RJ

Área do Lote: 2.500,88m²

Dados Urbanisticos:
  • Área de reflorestamento do lote (área e porcentagem) – 25% – 625,22m2

 Área Construída:

  • Área Aberta Coberta Construída = 40,56m2
    Área Fechada Construída = 292,58m2
    Área Total Construída = 333,14m2
Dados sustentáveis:
  • Área permeável: 2079,79m2 (equivale a 83,16% da área do lote)
  • Volume de água captado (Laje Impermeabilizada) = 23,8m3/mês
  • Volume de esgoto tratado = 500litros/dia
  • Deixamos de poluir = 30gr/dia por pessoa
  • Volume de lixo tratado = 800gr/dia por pessoa (60% de uma casa convencional)

Imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

* dados e fotos retirados do site Movimento Terras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s